Temer, Maia e ministros vão a jantar oferecido por Eunício a senadores

Entre os presentes ao jantar estavam Aécio, Renan e Humberto Costa. Ministros Moreira Franco e Padilha, futuro ministro Carlos Marun e deputado Aguinaldo Ribeiro também participaram.
6353045_x720

O presidente Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ministros participaram na noite desta terça-feira (12) de um jantar oferecido a senadores pelo presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

O jantar foi oferecido na casa de Eunício, no Lago Sul, área nobre da capital federal.

Entre os senadores presentes ao encontro estavam Aécio Neves (PSDB-MG), Renan Calheiros (PMDB-AL), Valdir Raupp (PMDB-RO), Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e José Serra (PSDB-SP).

Além de Temer, havia outros integrantes do governo, entre eles os ministros Moreira Franco (Secretaria-Geral), Eliseu Padilha (Casa Civil), Ricardo Barros (Saúde) e Blairo Maggi (Agricultura).

Futuro ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), também participaram do jantar.

Temer admite que votação da Previdência pode ficar para fevereiro

Temer admite que votação da Previdência pode ficar para fevereiro

Reforma da Previdência

O presidente dedicou parte da agenda desta terça-feira a encontros que, na visão dele, podem ajudar o governo a aprovar na Câmara a reforma da Previdência Social.

No início da noite, por exemplo, Temer recebeu empresários e representantes do setor industrial no Palácio do Planalto para pedir a eles que procurem deputados e os convençam a votar a favor da reforma.

Pouco antes, durante a tarde, o presidente participou de uma cerimônia relacionada a um programa do Ministério da Agricultura na qual disse a representantes do agronegócio que, na opinião dele, é preciso “resolver logo” a questão da reforma da Previdência.

A discussão sobre a reforma está prevista para começar no plenário da Câmara nesta quinta (14). A oposição, porém, diz que obstruirá todas as sessões para impedir a votação.

O governo quer aprovar a proposta ainda neste ano, mas, como não tem a certeza de que conseguirá os votos necessários para aprovar a reforma (pelo menos 308), Temer já admite que a análise pode ficar para o ano que vem.

Categorias
Notícias Gerais

Relacionado por

Watch Dragon ball super